Meu amor é único

Amor,

eu vou começar este texto citando Cecilia Meireles:

Acho esses versos maravilhosos, uma vez até recitei este poema no colégio, quando era bem criança. Mas o que ela fala sobre liberdade, também vale para o amor. Sem dúvida o amor é uma palavra que o sonho humano alimenta. Talvez não como espécie, como humanidade (que é o sentido no caso de liberdade), mas como indivíduo. Quem não gosta de amar? Quem não quer amar e ser correspondido?

E é até mais fácil explicar o que é liberdade, do que o que é o amor. Até porque liberdade é subjetiva. Liberdade é ser livre, mas o que é ser livre? Depende de cada um…

Mas amor não. Amor é amor, sempre amor. Se bem que, na verdade, nenhum amor é igual ao outro…

Eu te amo, tu sabe bem disso. E às vezes eu te vejo ou penso em ti e imagino: “Mas será que só tem cego neste mundo? Como assim todo mundo não é apaixonado pela Marina?”

É claro que não. Tu sabe, eu já te falei várias vezes, mas eu tenho inúmeros motivos para te amar, ou eu te amo por inúmeros motivos. Agora.. por que eu te amo? Por um lado, por que tu me faz bem, me faz sentir bem, me faz sentir amado e porque eu quero te fazer feliz, te mostrar sempre o quão importante tu é pra mim. Por outro… não faço a mínima ideia, eu simplesmente te amo.

E saber disso é suficiente para mim.


Meu amor é único. E isso em vários sentidos.

Meu amor é único porque tu é única. Faz tempo que eu não digo, e talvez tu te esqueça, mas eu te amo porque existem várias pequenas coisas que eu passei a vida inteira procurando em alguém que, sem esperar, eu encontrei em ti. O teu jeito, o teu carisma, os teus valores, o teu humor, a pessoa que tu é, a mulher que tu é.

Meu amor também é único porque ninguém te ama como eu. Não digo mais ou menos e sempre ressalvo a família aqui, mas do mesmo jeito que eu, ninguém. O meu jeito de amar, apesar de às vezes eu não ser, é simples. Te amo e te aceito como tu é, como tu for.

Citando, veja só, Backstreet Boys, tem uma música deles que diz:

I don´t care who you are / eu não me importo com quem você é
where you are from / de onde você é
what you did / o que você fez
as long as you love me / enquanto você me amar

Não é questão e indiferença, bem pelo contrário. Mas é como eu digo, nada é mais importante que o amor, meu amor. Eu te amo e vou te amar pra sempre. Do meu jeito, do nosso jeito, desse jeito que é só meu, só nosso.


Hoje eu estava caminhando e ouvi outra música que me fez lembrar de ti. Me fez lembrar de ti porque me lembrou de como eu não me canso de me maravilhar quando falamos por câmera. Como te ver, me enche o coração de amor, me faz sorrir com os olhos, me faz ter certeza cada vez de que eu fui muito feliz na escolha da mulher que eu quero pra mim e que eu sou um cara de muita sorte por ser amado por você.

Acho que já entreguei a música, né? Se não entendeu, olhaí…

Te ver e não te querer
É improvável, é impossível
Te ter e ter que esquecer
É insuportável, é dor incrível

É como mergulhar num rio e não se molhar
É como não morrer de frio no gelo polar
É ter o estômago vazio e não almoçar
É ver o céu se abrir no estio e não se animar

Pois é, mais uma música que fala de amor e tem muito a ver com o nosso amor. E eu até pensei em fazer um texto falando especificamente sobre ela como eu fiz sobre outros tantos, mas dessa vez o pensamento foi além.. e aqui estou eu.


E meu amor é único, vida, porque eu já citei inúmeras canções e cantores pra te falar sobre o meu amor. Só aqui no blog já estão, entre outros, Jota Quest, Skank, Ed Sheeran, Fabio Júnior, Ivete Sangalo, Frankie Valley, Beatles…

Todas lindas, mas cada música fala de um pedacinho do meu amor por ti, ou de apenas algumas das razões pelas quais eu te amo. Elas se complementam, mas não se completam. E nunca vão se completar, não importa quantas músicas eu adicione a esta lista. Sabe por quê?

Porque o meu amor por ti é único. Não houve outro igual e jamais haverá.

É por tudo isso que eu te amo, que eu amo a tua presença, que eu quero te fazer um pouquinho feliz a cada dia e que eu quero passar a vida inteira contigo.

Marina Abreu Schiavon…

eu te amo

porque sim e pra sempre.

Eu quero ficar perto

Oi amor,

Hoje eu acordei me sentindo diferente. Quer dizer, não é diferente, mas com muita vontade de estar perto de ti. Tá, grande novidade.. todo dia é isso..

Mas é diferente. Eu não sei explicar, e não foi só pelo que eu sonhei, mas eu queria muito demais ter acordado contigo, estar contigo agora enquanto tu saiu com a tua tia, almoçar com vocês, ir junto pra Ubá, ficar no restaurante ou, dependendo da correria, ir pra casa te esperar.

Eu não preciso de um dia fantástico, certamente teremos muitos. Eu preciso de um dia contigo, de te ver sorrir, te ver feliz, preciso estar perto de ti. Te tocar, te beijar, te fazer rir, te dizer como tu é importante pra mim, como és especial e como eu te amo.

É. Resumindo tudo isso, a verdade é esta: Eu quero estar perto. Perto de ti.

Hoje ou qualquer dia. Acordando junto, tomando café, cada um saindo pra fazer suas coisas, ou fazendo junto. Conversando, rindo, sorrindo, beijando, contando, sabendo, vivendo, compartilhando.

Quem sabe se encontrar pra almoçar, ou no fim da tarde. Ou mesmo ir na tia Naninha – eu pra comer e tu pra trabalhar, hehehe -, te ajudar na cozinha, te ligar para dizer que to com saudades, te receber quando tu chegar em casa, ficar em casa te esperando e preparando algo pra nós, ou uma cama quentinha pra ti.

Mas não dá, amor.


E aí… ficar à distância é ruim.. essa falta de previsão é uma droga.. tem vezes que parece que o coração vai fugir do peito, dá vontade de se rasgar, dá vontade de hibernar e pedir para ser acordado quando isso passar. Às vezes parece que é um sonho ruim, um maldito loop infinito, parece que a gente nunca vai sair disso…

Mas vai amor. Precisamos ser fortes, os dois, mas vamos sair disso. Precisamos ficar juntos, unidos, e ter paciência, muita paciência. Eu sei que não é fácil. Pode ter certeza que eu sei. Tudo o que eu descrevi aí acima é porque eu sinto.


No fundo, a gente está na mesma situação desde o início. No começo, por mais que parecesse questão de um mês, talvez dois, a gente não tinha previsão. Sonhamos contigo aqui no teu aniversário, o dia dos namorados, mas essas nem chegaram a ser possibilidades, não passaram de ideias.

Só no começo do mês passado que a gente embarcou, sem querer querendo, numa possibilidade que, na verdade, não houve. E como eu quero amor, eu ainda quero…

Mas agora eu, de certa forma, te entendo melhor. Às vezes quando a gente está se falando é horrível perceber que não vamos passar de ligações, que eu não vou poder te tocar, te beijar, te abraçar… É muito ruim, mas eu prefiro um milhão de vezes isso do que a dor da distância, de não falar contigo, me entende?

Eu não quero que este seja um texto triste. Eu quero que seja um texto de esperança. Esperança no nosso futuro, na nossa felicidade.


Eu te amo, Marina. Eu te amo tanto que dizer eu te amo já não serve mais. Dizer que eu quero te fazer feliz, que eu quero ser eu ombro, teu homem, teu amigo, teu parceiro, teu incentivador e tudo o mais que eu puder para te ajudar a encarar a vida – além de dividir o bom dela contigo, claro – é pouco.

E eu fico pensando: “ah mas quando estivermos juntos eu vou ter outras formas de demonstrar”. Sim, de fato, terei. Mas já sei de antemão que não serão suficientes. Eu te amo mais que a distância, mais que a presença, mais que o toque, as palavras ou os gestos são capazes de expressar, amor.

Quando eu digo “lembra sempre que eu te amo”, não é porque eu tenho medo que tu esqueça, mas porque eu te amo sempre, todos os minutos. Por uma coincidência, acaso, destino ou sei lá o que eu te encontrei e não vou deixar tu sair da minha vida.

Eu não sei mais como dizer isso, mas…

Eu te amo.

Não consigo tirar meus olhos de você…

Amor,

hoje de manhã eu estava trabalhando e fazendo uma das coisas que eu mais tenho gostado. Quando eu não preciso ouvir (tipo editando podcast ou estudando), eu tenho colocado músicas românticas pra tocar. E de todo o tipo, não apenas baladinhas…

E fico ouvindo, quando tem algo que eu gosto eu adiciono à minha playlist.. mas deixo tocar… E como já aconteceu outras vezes, uma música me chamou a atenção, porque me lembrou de ti.

Ela não está na nossa playlist.. acho que até já comentamos dela, não me lembro. Mas eu gosto muito, tem várias versões ótimas. Esta que está no vídeo no final do texto é a gravação original, mas tem Lauryn Hill, tem Gloria Gaynor e tem até Heath Ledger (que se matou depois de fazer o Coringa) em uma cena maravilhosa da comédia romântica “Dez coisas que eu odeio em você”. Já viu? Se não viu eu recomendo… é linda, e a explicação do nome é incrível…

A música se chama “Can´t take my eyes off of you”. Em tradução livre, “Não consigo tirar meus olhos de você”. É uma canção na qual o apaixonado canta para a mulher amada, assim como eu estou cantando pra ti agora, e um dia vou declamar te olhando nos olhos.

You’re just too good to be true / Você é linda demais para ser verdade
Can’t take my eyes off you / Não consigo tirar meus olhos de você

A letra já começa atropelando… Vida.. eu te amo por que eu te amo. Por que antes de perceber eu me apaixonei. Por que a partir de um determinado momento eu não consegui mais imaginar a minha vida sem ti, e ainda não consigo, e não quero nem tentar.

Só que eu também te amo pelo que tu é. Pela pessoa, pela mulher, pela amiga/mãe/filha/prima/sobrinha tão amada por todos. Pelo teu caráter, pelo teu coração, pelo teu corpo, pelo teu jeito. Pela forma como tu me trata, como tu me ama. Por como eu me sinto seguro, me sinto amado, me sinto feliz ao teu lado.

Por tu ter naturalmente várias características que eu admiro em um ser humano e que eu sempre busquei em uma mulher. E isso inclui tuas fraquezas, por que eu sou humano e só me relaciono com humanos.

Enfim, tu é algo bom demais para ser verdade, e por isso eu não consigo tirar os olhos de você.

You feel like heaven to touch / Te tocar seria como tocar o céu
I wanna hold you so much / Eu quero tanto te abraçar

Esses versos me lembram do texto anterior. Sobre o momento do nosso encontro, que eu tanto espero, tanto quero, tanto… Eu quero te abraçar amor, te sentir nos meus braços, me sentir soterrado, afogado, prensado, empurrado por esse nosso lindo amor.

E esse dia amor, no qual vamos nos encontrar… independente de onde eu estiver, eu estarei no céu. Eu já te disse isso, mas será o dia em que tudo o que eu passei na vida valeu a pena, e a partir do qual eu vou viver para te merecer cada vez mais.

At long last love has arrived / Finalmente o amor chegou
And I thank God I’m alive / E eu agradeço a Deus por estar vivo
You’re just too good to be true / Você é linda demais para ser verdade
Can’t take my eyes off you / Não consigo tirar meus olhos de você

Eu nunca amei ninguém como eu te amo, e tu sabe disso. Eu tenho certeza do meu amor, do nosso amor, do teu amor. Por isso, é verdade, finalmente o amor chegou.

E brincando um pouco com a tradução (o que mudaria um pouco o sentido), “last love has arrived” poderia ser traduzido como “o último amor chegou”. E é isso que eu quero amor, que este seja o nosso último amor. O amor pra vida toda.

E eu agradeço muito a Deus por estar vivo, por ter te conhecido, por te amar e por me sentir amado. Eu sou o homem mais feliz do mundo!

Pardon the way that I stare / Perdão pelo jeito como te olho
There’s nothing else to compare / Não há nada para comparar
The sight of you makes me weak / A visão de você me deixa fraco
There are no words left to speak / Não sobram palavras pra falar

São coisas que eu não sei explicar, mas mesmo quando a gente tá conversando por texto ou por áudio, te ver me derruba. Me derruba da melhor forma possível, me deixa ajoelhado agradecendo por estar contigo amor. E não é por que tu seja um super ser, mas por que tu é quem é, e eu te amo e sei que tu me ama.

O que eu posso pedir mais?

Não há com o que comparar, amor. Eu te amo mais do que jamais amei alguém, te quero mais do que jamais quis outra mulher, te acho mais linda do que a beleza e mais importante do que qualquer coisa. É exagerado? Talvez muito, mas é verdade. Tu me faz feliz, e essa felicidade me faz te enxergar, te sentir e te amar como meu diamante mais precioso.

E por mais que eu já tenha dito de muitas milhares de formas, há ainda outras incontáveis, mas nenhuma delas será suficiente. Não há palavras para expressar o quanto e como eu te amo, e de que forma inacreditável tu é importante pra mim, minha vida.

But if you feel like I feel / Mas se você se sente como eu me sinto
Please let me know that it’s real / Por favor, me deixe saber que é real
You’re just too good to be true / Você é linda demais para ser verdade
Can’t take my eyes off you / Não consigo tirar meus olhos de você

Aqui vem um pedido amor. Um pedido que está sempre aí. Tácito, não-verbal, nas entrelinhas de tudo o que se faz…

Se tu também me ama, por favor me deixa saber que é real. Não precisa ser com outdoor, com megafone, com cartaz, nem mesmo verbalmente. É nas pequenas coisas, amor, nos pequenos detalhes, que estão os momentos mais lindos. Eu te amo e tu sabe como eu me encanto quando tu diz que me ama. O amor é assim mesmo… simples, suave, doce e delicado.. ao mesmo tempo muito sincero e profundo.

I love you baby, and if it’s quite alright
Eu te amo, Marina, e se estiver tudo bem

I need you baby, to warm the lonely nights
Eu preciso de você, Marina, para aquecer as noites solitárias

A música ganha ritmo quando se aproxima do final, como se a conclusão fosse também um recado para o mundo.

Eu te amo, Marina. Mais do que achei que fosse possível. Eu cheguei a acreditar que um amor como o que eu sinto por ti era coisa de novela, mas não é. É real, bem real. E se estiver tudo bem, este amor te fizer bem…

Eu te preciso amor. Na minha vida, no meu coração, do meu lado. Pra chorar comigo, pra sorrir comigo, para me refrescar nos dias de calor e me esquentar nas noites de frio. Não digo solitárias, pois contigo não existem noites solitárias, minha vida.. tu é a minha melhor companhia…

I love you baby, trust in me when I say
Eu te amo, Marina, acredite em mim quando eu digo

Essa música diz “eu te amo” quase tantas vezes quanto eu já te disse. E eu te peço apenas que acredite em mim, amor, eu te amo MUITO e sempre. Nos bons e nos maus momentos, sejam meus, teus ou nossos.

Oh pretty baby, don’t bring me down, I pray
Oh menina linda, não me derrube, eu peço

Oh pretty baby, now that I found you, stay
Menina linda, agora que te encontrei, fique

And let me love you baby, let me love you
E me deixa te amar, Marina, deixa eu te amar

Não me derruba, amor. Não me deixa triste, não me decepciona. Eu não estou dizendo que tu já tenha feito isso, ou que eu ache que tu vai fazer. Acho que o que a música quer dizer é mais no sentido de não vá embora, por favor…

Afinal, agora que a gente se encontrou, fica! Fica aqui, fica perto, fica comigo. Vamos vier tudo o que há para viver, minha vida. O melhor da vida está aí só nos esperando, e temos todo o tempo do mundo!

E por fim, deixa eu te amar, amor. Deixa eu te amar muito e pra sempre!

Já que eu achei, vou deixar aqui tb a cena do filme “10 coisas que eu odeio em você” que eu comentei no início.


Eu tomei uma pequena liberdade na tradução aqui: como “baby” pode ser traduzido como “querida”, “gatinha”, “bebê”, “amor”, “linda”, etc., em alguns versos eu troquei pelo teu nome, pois este texto e essa tradução são pra você. Do meu coração pra você e apenas pra você.

Um dia pra ficar

Até que enfim. Depois de uma pandemia inédita na história da humanidade que surgiu do nada justamente quando nos conhecemos e trouxe meses de espera… Acabou. Estou chegando.

Durante a espera que realmente parecia não terminar, a angústia era tanta que algumas vezes eu dizia pra ela “amor, vai passar, a gente vai se ver”, mas eu quase sentia como se estivesse tentando enganá-la. Sim, pois é óbvio que ia acabar, mas fazia tanto tempo que a vida normal tinha ido embora que de vez em quando dava a impressão de que, na verdade, o novo normal era permanente, e a gente nunca ia se encontrar.


Mas vamos nos encontrar sim. Eu estou aqui, na janela do avião, e quando essas rodas atingirem o chão, a distância vai pro espaço. Faz algumas horas que eu acordei hoje, mas parece que faz bem mais…

É que a mala estava pronta desde ontem, mas a ansiedade não. Fui bem cedo pro aeroporto, tipo umas três horas antes (sim, sem necessidade nenhuma). Mas vai que o roteirista dessa loucura não tá satisfeito e resolve escrever mais uma temporada?

Não, obrigado.

Eu sinto como e este fosse o fim de uma fase da minha vida. O que vai acontecer? Não sei, o que eu tenho certeza é que eu a amo e vou continuar lutando pelo melhor para nós, para mim, e para ela.

Desde o dia 17 de março muita coisa aconteceu. Amei, chorei, sorri, sofri, cresci, pensei, entendi, aprendi, e tenho muito para aprender, entender, pensar, crescer, sofrer, sorrir, chorar e amar. O que sei é que hoje sou melhor, mais seguro e certo do que eu quero pra mim do que era antes da páscoa…


Me lembro quando ouvi a comissária avisar que deveríamos nos preparar para o pouso. Mesinha fechada e travada, equipamentos eletrônicos desligados, bagagens de mão no chão, poltrona na posição vertical. Ok.

Durante aqueles minutos eu fiquei sentado na posição vertical, olhando pela janela sem prestar nenhuma atenção para o que estava ali. Todo o meu foco estava nos ouvidos. Tá quase.. tá quase….

Ssssssssss….. “Tum!”…. shhhhh……

Pronto. Estou em solo mineiro. Liberdade, ainda que tardia!

Ainda taxiando, comecei a prestar atenção ao meu redor. Executivos, famílias, totais desconhecidos, cada um com uma história, mas com certeza, naquele exato momento, ninguém tão feliz quanto eu.

Virei para a janela. Agora prestando atenção, vi o piso de concreto alguns metros abaixo, as marcações da pista, o gramado e, lá ao fundo, a cidade. É real, eu estou aqui. Que seja o que Deus quiser. E que Ele queira o mesmo que nós.


Pronto, parou. Como acontece sempre, meus companheiros de fileira sumiram ao menor sinal. Esperei o avião esvaziar um pouco, me levantei, peguei minhas coisas e comecei a caminhar em direção a… ao meu futuro. Passei pelos comissários, a quem fiz questão de agradecer, e saí do avião.

Nessa hora eu me senti um orelhão porque, de repente, caiu uma ficha gigante. Eu cheguei. Eu che-guei. EU CHE-GUEI. Estou aqui e vou vê-la. Depois de tanto tempo, tanta angústia, tanta ansiedade, tanto carinho, tantas bobagens, tanto amor… Eu estou aqui e vou vê-la. Obrigado, Deus.

A ponte. A ponte que agora me levava até a área de embarque simbolizava a longa travessia que tivemos que fazer até chegar aqui.

Na área de embarque, eu me sentia Moisés cruzando o mar vermelho. O mar, no caso, era um oceano nervoso de pessoas se encaminhando para pegarem seus voos dali para qualquer lugar do mundo.. com certeza menos importantes do que este neste momento..

Como quem caminha no contrafluxo no centro da cidade, eu segui a passos firmes sem notar quem estava na frente. É claro, mais uma vez o foco não estava nos olhos, e nem nas pernas, mas na cabeça e no coração.


Naqueles poucos metros até o local para pegar a mala eu lembrei de muitas pequenas coisas que aconteceram e nos trouxeram até aqui. Impossível elencar sem esquecer de algo importante, mas como esquecer o primeiro encontro, a mensagem, a noite das quinze horas. um conhecendo a família do outro, as conversas, os presentes, a intimidade… tanta coisa…

Mas eu tive que acordar do sonho. Sim, porque se há uma coisa que eu odeio em aeroportos é pegar as malas.

Sempre que posso eu evito despachar, mas desta vez não tinha como. Tive que despachar e agora tenho que esperar. Eu estava com a cabeça tão longe que errei de mala umas três vezes, mas finalmente peguei a minha. Mais um passo.

Com a mala na mão, era questão de tempo. Conforme eu me direcionava para o tão esperado encontro… meu coração acelerava. O que eu estava sentindo? Difícil… ansiedade, alegria, deslumbramento, dúvida, felicidade, amor.

Será que eu estava sonhando? Talvez num daqueles sonhos sem pé nem cabeça em que eu estou num aeroporto que a minha cabeça criou e, quando eu passar por aquelas portas, ao invés do saguão, eu vou chegar na casa da minha avó ? Bem… só tem um jeito de descobrir.


As portas se abriram, e… graças a Deus. O saguão do aeroporto. Não é um sonho.

Foi então que eu a vi. Não sei se eu parei, larguei as malas e meu maxilar inferior se arrebentou no chão, mas o meu coração sim, parou. E o tempo também.

Meus olhos se encheram de lágrimas de alegria quando eu vi aqueles olhos. Os mesmos que eu já vira tantas vezes, que me emocionava pela câmera, mas que agora eu via de verdade pela primeira vez. Finalmente não era uma ligação de vídeo, não era uma das muitas fotos dela que eu tenho espalhadas pelo meu quarto. Era ela. É ela.

E o sorriso ? E o rosto? E ela toda? E… nossa, sei lá… tanta coisa…

Eu não sei o que fizemos primeiro. Talvez tenhamos trocado olhares tímidos, esperançosos, ou realizados. E o abraço?

Eu sempre dizia que sentia o abraço dela porque eu sentia. Conseguia fechar os olhos e sentir nos braços e nos ombros o toque dela, o carinho, o amor. Mas por mais que aquele abraço me enchesse o coração, como é bom poder lembrar deste abraço. O abraço real, de verdade.

E então.. depois de se ver, e se abraçar.. olhos fechados, As bocas se aproximando devagar.. lábios se tocando, se movendo leves para encaixar… beijo… carinho, muito amor e vontade, saudade. Os braços em um abraço eterno, apertando com força e carinho… Com muito carinho, pois este é um momento muito especial… .

O mais importante é que eu a amo, e acredito que ela me ame também. Se estou aqui, neste beijo, neste abraço, é porque nós dois quisemos muito. Contra ninguém e contra todos, contra a pandemia, contra distanciamentos e isolamentos, contra ansiedade, contra a falta de paciência, falta de esperança. Contra o “vocês não podem”.

Nós podemos.

Estou aqui. A favor de mim, a favor dela, a favor de nós, a favor da vida, a favor do amor.

E que seja assim pra sempre.


E este, meu amor, é um dia pra ficar. Agora, pra ficar no coração, enquanto esperamos o dia em que ele vai ficar na história, na nossa história, na nossa mente, na nossa vida. E também será o dia em que a gente vai ficar. Ficar pertinho, ficar junto, ficar unidos.. pra sempre…

Te amo!

Eu só quero o simples…

Amor,

Eu amo todos e cada dia perto de ti. Mesmo nestes em que a gente tem tido pouco tempo para se falar, e ao contrário do que talvez tu pense, eu amo. Amo te sentir, mesmo longe dos olhos e dos ouvidos, perto do coração.

Tu sabe que outro dia eu ia escrever sobre esta música, mas era tanta coisa que eu tinha pra te dizer que eu acabei deixando pra depois, e depois é agora.

Essa música fala de amor, fala de saudade, fala de pequenas intimidades. Eu quero muito conhecer o mundo contigo, mas eu quero mais ainda te ver acordar preguiçosa, escovar os dentes contigo, te abraçar sem motivo, sair de onde eu estou e passar em algum lugar só pra te ver.

E é uma música tão linda que acho que praticamente fala por si só de todas essas pequenas coisas. Mesmo assim, vou tentar explicar o que eu penso e o que ela significa pra mim, sobre nós.

Vamos começar?

Hoje eu preciso te encontrar de qualquer jeito

Ah amor.. preciso mesmo explicar? Há quanto tempo eu espero isso.. eu me emociono aqui, me aperta o peito, só pensar nisso. Eu preciso te encontrar amor, preciso te ver, te tocar, realizar – tornar real – todo esse amor que eu sinto, que nós sentimos.

Preciso…

Nem que seja só pra te levar pra casa
Depois de um dia normal

Ah amor.. esses programas de “qualquer dia desses” são lindos. Estar voltando pra casa e passar pra te pegar, ou tu me ligar pedindo carona, ou sei lá amor… qualquer dessas pequenas coisas que eu quero que tu passe a vida me pedindo simplesmente porque tu sabe que a resposta vai ser “Sim amor, é claro…”…

Te fazer feliz me faz feliz, vida…

Olhar teus olhos de promessas fáceis
E te beijar a boca de um jeito que te faça rir
E te faça rir

Olhos de promessas fáceis. Qual o sentido desta expressão? Os olhos fazem promessas fáceis, ou os olhos fazem com que a outra pessoa faça promessas fáceis? Acho até que seria a primeira, mas com a gente tem muito da segunda.

Por isso estes versos me fazem trazem a ideia de um olhar teu que faz fazer o que for por ti. Os teus olhos me fazem fazer promessas, se comprometer com algo, facilmente… Tu sabe como eu derreto quando te vejo…

Amor, eu me comprometo a fazer coisas por ti até sem tu pedir… e eu quero continuar fazendo isso, amor, sempre..,

Sobre o outro verso. Acho que te beijando a boca é uma das únicas formas que eu ainda não te fiz rir.. mas eu quero, MUITO…

Hoje eu preciso te abraçar
Sentir teu cheiro de roupa limpa
Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz

Amor… eu sei que é uma expressão que eu uso bastante, mas “eu quero mais que tudo”. Te sentir nos meus braços, amor, além de sentir teu carinho, teu amor, de me sentir pleno… significará que essa espera acabou, e isso sim é o que eu quero mais que tudo…

Mas enquanto isso eu vou vivendo, lutando, buscando, querendo e indo atrás da melhor forma que eu posso. Por que eu quero ser a melhor pessoa possível amor, para te merecer sempre.

Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua
Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria, em estar vivo

Eu adoro rir contigo amor. Adoro te fazer rir, adoro quando tu ri de umas bobagens que eu falo sem querer te fazer rir. Mas também adoro quando tu fala algo exagerado, meio me provocando meio falando sério, e eu rio meio sem controle porque a resposta vai me “complicar” de qualquer jeito, ou às vezes nem é pra ter resposta, é só pra pegar no pé… rsrs

Eu amo todos os pequenos momentos amor… todos. E quero ter sempre isso, são eles que alimentam e que mantém qualquer relacionamento…

Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar
Me dizendo que eu sou causador da tua insônia
Que eu faço tudo errado sempre, sempre yeah

Te ouvindo suspirar, te vendo fumar, te vendo preguiçosa na cama… de qualquer jeito, vida. Eu quero ser o causador da tua insônia, do jeito bom, como a inesquecível noite das quinze horas ou as várias vezes que entramos madrugada a dentro conversando. Eu AMO isso amor… tu me faz feliz simplesmente por existir.

E eu quero isso de verdade também. De verdade.

Hoje preciso de você
Com qualquer humor
Com qualquer sorriso

Meu anjo… eu preciso de você sempre. Eu te amo, quero te ter perto, cuidar de ti e te fazer feliz. E com qualquer humor, pandinha. Talvez às vezes eu não perceba o teu humor, que tu precisa de um pouco de espaço, mas não é por mal, vida… é porque eu estou sempre bem quando estou contigo.

Hoje só tua presença
Vai me deixar feliz
Só hoje

É isso amor. Eu tenho tido ótimos dias, e outros nem tanto. Mas o que eu mais quero na vida é que chegue o momento do nosso encontro. Eu não aguento mais esperar pela tua presença, pra te sentir pertinho, pra poder te mostrar olho no olho o quanto eu te amo e quero tudo isso que eu já te falei tantas vezes.

Te amar, te admirar, te ajudar, te apoiar, te incentivar, te cuidar, ser teu ombro e tudo o que tu precisar, Marina…

Por que eu te amo. Todos os dias, e todos os dias o meu amor cresce e todos os dias eu vou dizer:

Eu te amo como nunca amei antes, amor. Só hoje….

EU TE AMO!

O que eu queria hoje…

Meu amor,

é lindo ver nosso amor crescendo, amadurecendo, perdendo medos, inseguranças, e caminhando cada vez mais seguro, cada vez mais unidos….

A gente passou por muita coisa já, MUITA, pra um relacionamento como o nosso, mas há muitos milhares de coisas a mais para a gente passar… E eu quero passar por todas. Como sempre, as boas, as pequenas, as ruins, as tristes, as alegres…. Todas.

Eu tenho me sentido diferente. Nosso amor está mais integrado à minha vida. Continua sendo uma parte fundamental, indispensável, mas agora eu sinto ele mais concreto, mais real, mais material, quase tocável.

Por isso eu tenho procurado fazer mais as minhas coisas, pensar mais no futuro prático. Como tu mesma disse, sonhar é lindo mas nada cairá do céu. Então eu estou trabalhando, estudando, vou fazer MBA… mas sem deixar de aproveitar cada minuto do teu lado, de esperar por isso, de desejar isso. E sempre mesmo que eu saiba que a cada encontro, despedida vem em seguida.. Ainda que breve, ela nunca é boa.

Mas hoje amor… hoje tá sendo um daqueles dias. Não me sinto carente, não me sinto triste. Está sendo um dia bom até.. produtivo, tranquilo, mas estou sentindo a tua falta. E não é a tua falta por fazer tempo que a gente não se fala, é a tua falta por tu não estar aqui. Do tipo: “o que tu tá fazendo que não está aqui do meu lado ainda?”.

Não sei se foi pelas coisas que eu te disse ontem, sobre ser teu amigo, sobre realmente estar aqui para todas as horas, mas eu estou sentindo falta de ti de uma forma diferente. Falta de ti, da tua pessoa, da tua presença. Sem raiva, sem rancor, sem angústia. Apenas falta de te ter aqui comigo.

Eu te amo, meu amor. Desde o dia em que esse amor era tudo o que existia, até hoje, quando este amor é o mais importante que há e a razão de eu querer ser melhor diariamente, e daqui pra frente, que em uma aspecto será sempre igual ao dia 17 de março de 2020: eu quero viver para te ver e te fazer feliz..

Eu não sei voar, não sei correr em supervelocidade, não sei me teletransportar. Então tudo o que eu posso fazer é te amar como eu te amo, cada dia mais, meu amor.

Eu sei que o dia tá acabando, principalmente porque eu não sei que horas tu vai ler isso, mas hoje…

…preciso de você
Com qualquer humor
Com qualquer sorriso
Hoje

só tua presença
vai me deixar feliz
Só hoje…

Obs: É claro que eu vou falar dessa música.
Eu dei uma olhada na letra agora, e ela
praticamente fala sozinha, mas eu vou
comentar mesmo assim

E caso tu tenha esquecido…..

EU TE AMO

E eu a amo…

Oi amor,

tava com saudades das nossas músicas? Eu sim, e resolvi escrever sobre uma que eu não tenho certeza se te mostrei. Ela se chama “And I love her”, cuja tradução é o título deste texto: “E eu a amo…”.

Por que eu te amo, minha vida. Estamos distantes geograficamente e, por enquanto, no tempo. Isso dói muito, mas vai passar e a gente vai poder se encontrar. Eu te amo pra sempre, da forma mais doce, carinhosa, sincera, profunda e encantada do mundo.

Te peço que leia o texto com atenção, pois foi feito com todo o meu amor. No final eu deixei a música para ti ouvir, podendo até acompanhar a letra, se quiser.

Ah, e a música é da minha banda favorita, os Beatles. Apesar de ter quase 60 anos (foi lançada em 1964), ela traz uma das definições mais doces e eternas do amor.

Vamos lá?

I give her all my love / Eu dou a ela todo o meu amor
That’s all I do / É tudo o que eu faço

Amor. Tu sabe o quão importante tu é pra mim. O quão louco e especial foi a forma como eu me apaixonei sem querer e como eu te amo cada vez mais, digamos, sem querer querendo.

Pois este meu amor é todo teu. Tudo o que eu faço, sempre, é para ser alguém melhor, em todos os sentidos, para ser merecedor de ti, minha vida. Seja no trabalho, na vida familiar, direta ou indiretamente. Eu estou “treinando” para ser alguém melhor, alguém que mereça este ser especial que tu é.

And if you saw my love / E se você visse o meu amor
You’d love her, too / você também a amaria
I love her / Eu a amo

Amor, eu sei que tu não é perfeita, eu não espero que tu seja. Eu sou imperfeito e te amo assim, como eu sou e como tu és. Mas tu é perfeita pra mim, com tuas qualidades, teus defeitos, teu bom humor, teu mau humor, tuas festas, tuas preocupações, tua família, teus filhos, tudo.

Eu já te disse, mas este verso expressa bem: contigo me sinto o homem mais sortudo do mundo por ter te conhecido, me apaixonado por ti e estar ao teu lado. E eu sei o quão encantadora tu é, e eu já te disse que tenho plena consciência da sorte que eu tenho desta mulher que apaixonaria qualquer um estar comigo.

She gives my everything / Ela me dá tudo
And tenderly / E ternamente
The kiss my lover brings / O beijo que o meu amor traz
She brings to me / Ela traz para mim
And I love her / E eu a amo

Pelo simples fato de ser quem tu é, tu me dá tudo. Me dá amor, segurança, alegria, carinho, incentivo, estímulo, conselhos.. eu não posso pedir nada mais da vida. Só quero continuar ao teu lado para sempre. E entenda. Tu não faz nada para eu me sentir pleno, apenas estar contigo me faz respirar tudo isso.

O único beijo que me importa é o teu. Eu prefiro mil vezes te sentir nos meus braços, nem que seja de olhos fechados, do que estar em quaisquer outros braços. Eu sei que às vezes não é fácil, mas eu faço uma escolha pelo amor.

A love like ours / Um amor como o nosso
Could never die / Nunca poderá morrer
As long as I / Enquanto eu
Have you near me / tiver você por perto

Eu te amo como no primeiro dia. E o amor que sinto, por ti e de ti, é a coisa mais linda que Deus criou. Enquanto estivermos juntos nada importa mais. Eu quero minha vida contigo para que a gente possa crescer, evoluir, vencer e sorrir juntos, sentir a vida correndo nas veias em todas as suas matizes, mas sempre juntos, minha vida.

A gente vai errar, vai acertar, vai ganhar, vai perder. Mas eu quero estar do teu lado nos teus momentos bons e ruins, assim como vou me sentir mais forte, no feliz e no triste, contigo ao meu lado.

Bright are the stars that shine / Brilhantes são as estrelas que iluminam
Dark is the sky / Escuro é o céu
I know this love of mine / Eu sei que este meu amor
Will never die / Nunca vai morrer
And I love her / E eu a amo

Mesmo na noite escura, onde às vezes nos sentimos sozinhos, distantes e inseguros, as estrelas estão lá para iluminar os caminhos dos apaixonados. Deve ser por isso que o luar é um dos símbolos máximos do amor, do romantismo.

Lembra amor, que mesmo à distância, o sol que tu vê aí é exatamente o mesmo que eu vejo aqui, no mesmo segundo. E que ele, mesmo estando centenas de milhares de vezes mais longe do que nós, faz questão de aparecer todos os dias, nos proteger e garantir que possamos ser felizes até o dia do nosso encontro.

Eu sei que o nosso amor não vai morrer. Eu sei que ele é verdadeiro, e que ele pode até ter momentos difíceis, mas ele é verdadeiro, puro e profundo. Nada poderá nos separar, minha vida. Nada pode separar duas pessoas que querem ficar juntas de verdade.

Bright are the stars that shine / Brilhantes são as estrelas que iluminam
Dark is the sky / Escuro é o céu
I know this love of mine / Eu sei que este meu amor
Will never die / Nunca vai morrer
And I love her / E eu a amo

E eu te amo.

Nosso amor pra recomeçar

Oi amor,

Estou começando este texto na noite de quinta-feira, dia 18. Faz praticamente uma hora que tu dormiu. Eu estou todo esse tempo procurando algo pra assistir, mas sabe quando tu não encontra? Tentei na Netflix, na Amazon Prime Video, e nada… Aí desisti e resolvi te escrever…

Amor, tu sabe que eu sou um cara sensível. Considero isso uma das minhas grandes qualidades, pois me traz empatia, me torna um bom amigo, uma boa pessoa, faz eu ser alguém profundamente do bem.

Só que, realmente, eu passei por uns dias bem complicados. Minha vontade de te ver é tanta que – sem notar – eu me deixei levar por essa possibilidade, e a queda foi mais dura que o esperado porque eu não notei como estava imerso nesta esperança. E imagino – e percebo – que pra ti também não está nada fácil.

É como tu bem disse, a vida real começou. Entendo, e agora compreendo melhor, as tuas preocupações com isso. De minha parte, eu também tenho preocupações com o futuro. E nem só com o nosso futuro, mas com o meu especificamente, imediato, para que o nosso possa ser melhor.

E foi pensando nisso, e em nós, que eu te disse que quero transformar o resto deste período longe de ti em oportunidade. Oportunidade para continuar crescendo, firmar as mudanças que eu tenho passado (e receber as novas) e lutar ainda mais pelo que eu quero – e para viabilizar o que eu quero – da vida. Estou abrindo caminhos, tentando pensar e criar novas formas de aumentar a minha renda (inclusive fora do meu setor), pois dinheiro também traz tranquilidade, desde que seja o caminho e não a solução.

Muito obrigado também por me aproximar de Deus, pelo evangelho e pela conversa de hoje (19) pela manhã. Ainda é meio louco pra mim, mas eu tenho gostado. Tem me feito bem, me tranquiliza, me dá paz…

Vamos juntos, meu amor, dia a dia. Mesmo sem se falar tanto, saiba que eu continuo ao teu lado, sempre literalmente ao teu lado. Te apoiando, te incentivando, te dando colo, te admirando, te amando. Por favor conta comigo sempre, tá? Teu apoio também é muito importante neste momento, e eu sei que posso contar com ele.

Eu te amo muito.

Com todo o amor do mundo,
Do teu,
Dani

Três meses

Oi amor,

tava sentindo saudades dos textos? Pois é.. eles não foram muito longe, mas estão de volta, hehehe….

Eu estou escrevendo passaram minutos da meia noite da madrugada do dia 17 de junho. Tu acabou de ir dormir, e eu decidi escrever algo. Como eu já fiz outras vezes, este texto vai sem planejamento, quero simplesmente escrever..

Meu anjo.

Tu só pode ter sido enviada pelos céus, por Deus. Eu quase chego a acreditar nisso literalmente (que tu foi manualmente colocada no meu caminho), de tão maravilhosa que tu é. Parece que alguém disse: “Daniel, aqui está esta mulher que tem todas as qualidades que tu buscas e muitas mais. Trate ela melhor do que você sabe fazer e serás feliz para sempre”.

Não precisa pedir duas vezes. Eu me apaixonei antes de perceber, a amo incondicionalmente desde então e tenho como objetivo na vida ser feliz com ela e fazê-la feliz. Sou humano? Sou. Erro? Erro e vou errar, assim como você. Contudo, quando eu não precisar errar eu vou – sempre e cada vez mais – buscar não errar…

Eu te chamo de “amor”, de pandinha, de vida, de minha namorada, minha mulher, meu sonho, minha realidade, minha sereia que encantou este pobre marujo perdido nas marés da vida, entre outros adjetivos. Mas hoje eu percebi que há mais um: anjo.

Parte da explicação está aí em cima, meu amor. Tu é mais do que eu esperava. Mais carinhosa, mais presente, mais preocupada, mais companheira, mais amiga, mais sincera, mais bonita e mais tudo.

Mas há o outro lado. Eu me envaideço, me realizo e às vezes não me sinto merecedor de ser tratado tão bem, minha vida. Tantas demonstrações de carinho, de reciprocidade, de amor, de respeito…

Todos os dias trazem um exemplo isso. Ontem, dia 16, foi a atitude que tu tomou em relação ao que me levou a buscar terapia novamente. Eu não esperava qualquer atitude tua no sentido do que tu fez, mas tu fez e isto só faz eu te admirar mais. Admirar tua força, tua coragem, teu desprendimento e teu amor por mim.


E lá se foram três meses.. Os três meses mais intensos, mais amorosos, mais românticos, mais deliciosos e mais incríveis da minha vida. Quero que venham mais três, mais 30, mais 300, mais 3000 meses de amor. Sem uma vida idealizada, pois isso já nem temos mais, mas juntos. Sorrindo, chorando, vencendo, lutando, vivendo.

Eu te amo mais do que pensei ser possível amar alguém, te desejo mais do que jamais desejei outra mulher. Estamos os dois juntos nessa. Pra sempre.

Te amo!

Mas quer saber o que é melhor?

Se apaixonar é a melhor coisa do mundo. E o melhor é quando acontece sem se notar. Você conhece alguém, e de repente não consegue mais se afastar, não consegue parar de pensar, de conversar de querer.

É mais do que sexual, e às vezes é até antes (ok, às vezes não). Mas quer saber o que é melhor?

Ser correspondido. Ser surpreendido quando a outra pessoa diz que também está inexplicavelmente afim de você, que ela não consegue parar de pensar em você, mesmo que faça poucos dias que vocês se conhecem. A gente se apaixona muitas vezes na vida, e descobre alguém apaixonado pela gente – sem poder retribuir – outras tantas. Contudo, entretanto, nada se compara a ser correspondido. Mas quer saber o que é melhor?

Amar e cada vez mais ser amado. Mergulhar acompanhado num sentimento bom e inexplicável. Ver beleza em tudo o que a pessoa faz. Sorrir e fazê-la sorrir. Dividir sonhos, construir planos, contar coisas de si com o mesmo entusiasmo de quando se viveu algo. Mas quer saber o que é melhor?

Poder se mostrar imperfeito. Mostrar fragilidades, revelar que não se é perfeito, não se tem a família perfeita. E continuar se sentindo amado, se sentindo querido. E sentindo esse sentimento cada vez mais forte. Mas quer saber o que é melhor?

Compartilhar momentos difíceis da vida do outro. Mesmo com o relacionamento no começo, enfrentar junto o que chegar de surpresa, só para mostrar que você está com ela de verdade, e não apenas no sonho do amor perfeito. Mas quer saber o que é melhor?

Descobrir, a medida que o tempo passa, que o que era uma paixão sem motivo, difícil de explicar, começa a se transformar num amor sólido, verdadeiro, reconhecido por todos. O que era sonho começa a virar objetivo, o que era vontade se tornam planos. E mesmo distante, o futuro se abre como um lindo dia de verão. Mas… hehehe… quer saber o que é melhor?

Segurança. Se sentir seguro neste relacionamento, e como por mágica começar a se sentir seguro em vários outros campos da vida. Saber-se amado como nunca imaginou, descobrir que a pessoa amada é, além de objeto do teu carinho, uma pessoa maravilhosa por si só. Aquele tipo de pessoa que, quem não ama, sabe que gostaria de amar e ter ao lado. E isso só te faz ter a certeza de que tirou a sorte grande no amor. E isso nem é o mais importante. Sim, por que.. quer saber o que é melhor?

Surpreender a pessoa amada. Seja em gestos pequenos, datas especiais ou momentos únicos. É maravilhoso dedicar o seu tempo a alguém especial, e sentir a sua retribuição todos os dias. Eu amo presentear o meu amor, da forma que for, pois amo dedicar meu tempo a ela, fazer as coisas pensando nela e ver a sua reação. É simplesmente maravilhoso, mas… quer saber o que é melhor?

Ser surpreendido. Descobrir que não é preciso ter insegurança nenhuma com ela. Que há o amor, há o tesão, mas há também a amizade. Há uma pessoa que te ama, faz e fará por ti o que tu nunca imaginou que alguém faria. Ouvirá teus maiores segredos e agirá da mesma forma. Mais do que isso, te surpreenderá pela resposta, pela tranquilidade, pela inteligência e por se mostrar mais ao seu lado do que você imagina, mesmo que não existam “formas” de estar ao lado de alguém.

Mas falo daquela pessoa que, no dia em que você resolve falar sobre algo estritamente pessoal – nunca dividido com ninguém, ela não só te respeita, como te aconselha com a mesma naturalidade de sempre e, mais do que isso, se oferece para ajudar, sugerindo caminhos e dizendo que, se for o caso, vai contigo por onde for necessário. E quer saber o que é melhor?

Não, eu não sei. Eu não imagino o que pode ser mais especial que isso, que ter alguém com quem se pode dividir absolutamente qualquer coisa. Eu quero ser, e sou, isso para ela também, mas por qualquer motivo nunca pensei que alguém seria por mim. Ou, me expressando melhor, nunca esperei que alguém reagisse como ela ao que conversamos.

Mais especial que isso, só continuar ao lado dela, continuar tratando ela como ela merece (ou até melhor, na verdade). Todos os momentos com ela são especiais, cada vez mais e eu a amo cada vez mais. Todos os dias eu penso “pronto agora eu amo ela até encher o planeta, não tem como amar mais. Ocorre que tem sim…


Amor,

resolvi escrever este texto assim, contando a nossa história de outra forma, para dizer o quanto eu te amo e o quanto te admiro. Eu sei que todo o apaixonado diz isso, mas tu é a melhor pessoa do mundo, e eu posso provar. Tenho orgulho da pessoa que tu és e do amor que eu sinto por ti. Eu prometo mesmo melhorar no que eu ainda falho e, mesmo sabendo que nunca serei perfeito, saiba que eu serei sempre o melhor para ti.

Te amo mais do que consigo explicar, mais do que jamais amei alguém, mais do que imaginava ser possível. Muito obrigado mais uma vez.

Te amo!